“Quercus”, o candeeiro feito a partir daquilo que ninguém quer

Formulário de pesquisa

“Quercus”, o candeeiro feito a partir daquilo que ninguém quer

“Quercus”, o candeeiro feito a partir daquilo que ninguém quer

Chama-se “Quercus” e nasce na lógica da economia circular, onde os materiais que já ninguém quer são usados para dar origem a novos produtos. Trata-se de uma lâmpada que, além de reciclável, desmonta-se facilmente. O projeto foi financiado com sucesso numa campanha de crowdfunding na plataforma Kickstarter.

O lixo pode ser bonito. A prova disso é o candeeiro “Quercus”. Feito a partir de material que já ninguém quer, o “Quercus” é ecológico, reciclável e fácil de desmontar e de transportar e que, além de tudo isto usa uma lâmpada de baixo consumo.

 

O produto projetado há três anos por Max Ashford, na altura aluno da Universidade de Falmouth, foi criado para a 'Delight in Light' - uma competição de estudantes que incentiva a excelência em design de iluminação. Desde então tem dado que falar e deu nas vistas em Londres onde foi exibido e em plataformas online onde foi partilhado.

 

O interesse e procura crescente pelo produto trouxeram o “Quercus” para uma campanha de crowdfunding na plataforma Kickstarter. A campanha arrecadou 7.200 euros, graças à contribuição de 86 apoiantes.

 

Concebido na lógica da economia circular e projetado com o ciclo de vida completo, o “Quercus” reforça a importância de combater o desperdício e alertar para o contributo do design nesse processo de sustentabilidade. As peças do “Quercus” são substituídas quando necessário, porque nenhum componente (madeira na base e o abaju feito a partir de uma garrafa de vinho) é incorporado permanentemente. Eles interagem uns com os outros para criar detalhes funcionais. Um dos materiais usados é a madeira. Com a garantia de que cada candeeiro é feito manualmente por artesãos especializados.

 

Depois de terminar o curso e passar muito tempo a percorrer a Europa de bicicleta, Max fundou o Greeb, um estúdio de design de produtos sustentáveis que visa desafiar o status quo e explorar novas formas de fazer algo ​​que beneficie o planeta, através da utilização de resíduos. Com a verba arrecadada no crowdfunding, o objetivo é a criação de uma start-up que tem como missão criar objetos que através da compra, utilização e valorização têm um impacto positivo no planeta.